Por ALTAVE | 27 Setembro 2018

Os fundadores anunciam o lançamento da sede da ALTAVE em Uberlândia

Os fundadores anunciam o lançamento da sede da ALTAVE em Uberlândia

Em parceria com a Granja Marileusa, a ALTAVE, fundada em São José dos Campos-SP, informou o lançamento de sua sede mineira na tarde desta terça-feira, 25. O investimento inicial de R$ 16 milhões irá trazer grande parte da produção de balões cativos, utilizados para monitoramento e conectividade, para a segunda maior cidade de Minas Gerais, Uberlândia. A operação da fábrica irá abranger desde toda a fabricação até testes de pressurização do balão. A expectativa é que sejam produzidos por mês 10 balões cativos. O anúncio da nova indústria ocorreu no local em que a planta da empresa será instalada, no bairro que foi pensado para ser pioneiro nas tecnologias Smart Cities, na Granja Marileusa.
O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz, esteve no evento e representou o prefeito Odelmo Leão. O evento contou com representantes das instituições de ensino da UFU, Universidade Federal de Uberlândia, e da PUC-Minas, e também representantes de empresas e instituições públicas da região. Dentre elas, a Prefeitura de Uberlândia, a CODEMGE, a SEDECTES/MG (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior), o SEBRAE, o SENAI, o SESI, a I9 (Associação de Inovação de Uberlândia), o Grupo Algar, a Algar Tecnologia, a Algar Segurança, os Diretores das redes TV Integração e TV Paranaíba (afiliadas da Rede Globo e Record, respectivamente), e investidores da ALTAVE.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Efthymios Panayotes Emmanuel Tsatsakis, representou a FIEMG no lançamento e sinalizou a importância da presença de empresas deste porte e nível na cidade de Uberlândia. “É essencial para Uberlândia e região que empresas como a ALTAVE se instalem aqui, entre outros motivos, (…) esta solução a partir dos balões pode proteger as matas do cerrado contra incêndios, e ainda gera demanda de treinamento para o SENAI”, afirmou o empresário e engenheiro civil.

Os convidados se reunem em frente ao balão em celebração ao lançamento da sede ALTAVE

Os convidados se reunem em frente ao balão em celebração ao lançamento da sede

A atração do novo empreendimento ocorreu por meio dos esforços conjuntos do poder público e entidades parceiras da sociedade civil no decorrer de um ano. Sua operação na cidade deve começar nos primeiros meses de 2019. A expectativa é que 50 postos de trabalho direto sejam criados nos próximos quatro anos. “Essa é mais uma conquista para Uberlândia que não acontece por acaso. Revela a pujança do ecossistema de inovação do município, que justifica também, por exemplo, a realização bem sucedida do Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities). É um empreendimento que vai gerar empregos especializados e que, ao fim, soma com a nova mentalidade empreendedora da cidade voltada à tecnologia e inovação”, salientou Dalpiaz.


Durante o anúncio na abertura do evento, o sócio-fundador da ALTAVE, Bruno Avena, reafirmou os pontos positivos que fizeram com que Uberlândia fosse escolhida para receber a nova fábrica. “Uberlândia é um grande centro logístico, bem servido por aeroportos, a cidade oferece boa infraestrutura, tem mão de obra qualificada no setor aeronáutico e está em ponto estratégico para o tipo de negócio, que focará em clientes da área de agronegócio e mineração. Além disso, contou bastante o suporte das instituições locais e a questão tributária”, disse Avena.

Na foto, os parceiros da ALTAVE, da esquerda para a direita: Sr. João Henrique de Souza Pereira (BRAIN - Algar), Sr. Nogueira, Sr. Avena, Sr. Dalpiaz (Prefeitura de Uberlândia), Sr. Panayotes (FIEMG), Sr. Fructuoso (Algar Patrimonial), Sr. Flávio Resende (Granja Marileusa) e o Sr. João Lisboa (Confrapar)

Na foto, os parceiros da ALTAVE, da esquerda para a direita: Sr. João Henrique de Souza Pereira (BRAIN – Algar), Sr. Nogueira, Sr. Avena, Sr. Dalpiaz (Prefeitura de Uberlândia), Sr. Panayotes (FIEMG), Sr. Fructuoso (Algar Patrimonial), Sr. Flávio Resende (Granja Marileusa) e o Sr. João Lisboa (Confrapar)

Os fundadores, Leonardo Nogueira e Bruno Avena, salientaram que fazer parte do polo tecnológico de Uberlândia será um marco para a empresa que foi criada em março de 2011. “Eu e o meu sócio, Bruno, tivemos essa ideia ainda na faculdade de engenharia aeronáutica, e depois dos períodos de estágio fora do Brasil, nós começamos a concretizar esse projeto que vem crescendo a cada ano” disse Nogueira. Eles também apresentaram o projeto arquitetônico que está sendo desenvolvido para a sede que será localizado na Granja Marileusa, no mesmo local onde foi realizado o evento.

Ao término da apresentação da empresa, foi assinado um acordo de parceria entre ALTAVE e a Granja Marileusa, pelos fundadores da ALTAVE, com o Superintendente da Algar Patrimonial, André Luíz Fructuoso, além do Diretor de Operações do Granja Marielusa, Flávio Resende. A parceria em grande parte demonstra a maturidade da região do Triângulo Mineiro para o investimento em tecnologias e inovação, compactuando com a missão da empresa de “promover o progresso por meio da gravidade”.

Da esquerda para direita, o Sr. Avena, o Sr. Fructuoso, o Sr. Resende e o Sr. Nogueira
oficializam a parceria entre a ALTAVE e a Granja Marileusa. ALTAVE

Da esquerda para direita, o Sr. Avena, o Sr. Fructuoso, o Sr. Resende e o Sr. Nogueira
oficializam a parceria entre a ALTAVE e a Granja Marileusa.

Da esquerda para direita, o Sr. Resende, o Sr. Dalpiaz, o Sr. Avena e o Sr. Panayotes
cortaram uma fita simbolizando o lançamento da sede em Uberlândia ALTAVE

Da esquerda para direita, o Sr. Resende, o Sr. Dalpiaz, o Sr. Avena e o Sr. Panayotes
cortaram uma fita simbolizando o lançamento da sede em Uberlândia.

Para mais fotos do eventos acesse:

Fotos Press Kit ALTAVE/Granja Marileusa

Sobre a ALTAVE

A ALTAVE é uma indústria aeroespacial que desenvolve balões cativos como plataformas aeronáuticas para uso em aplicações de inteligência, videomonitoramento, reconhecimento e telecomunicações em grandes áreas, urbanas ou remotas. No Brasil, a ALTAVE é reconhecida como a única desenvolvedora e fabricante de soluções baseadas em aeróstato para vigilância e telecomunicações, possuindo um certificado de exclusividade da ABIMDE (Associação Brasileira da Indústria de Defesa e Segurança). As soluções da ALTAVE são adequadas para aplicações de Defesa e Segurança, Segurança Pública e Monitoramento Ambiental, além dos setores de Agronegócios, Petróleo e Gás, Mineração e Construção.

Fundada em março de 2011 por dois engenheiros recém-formados pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a ALTAVE nasceu em uma incubadora de empresas localizada no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e hoje possui também um escritório no Parque Tecnológico de São José dos Campos/ SP, Brasil. Em 2016, a ALTAVE ganhou notoriedade internacional devido ao seu sucesso na implementação de quatro aeróstatos de vigilância persistente de área ampla nos Jogos Olímpicos RIO 2016, garantindo a segurança de todos os locais olímpicos no Rio de Janeiro. Da mesma forma, as soluções da ALTAVE estiveram presentes em grandes eventos como o Carnaval do Rio de Janeiro e Recife, as Confederações da FIFA e a Copa Libertadores, entre outros. A ALTAVE também se apresentou em diversas operações junto com o Exército Brasileiro e a Polícia Militar de vários estados brasileiros. Em 2017, a ALTAVE lançou uma solução de torre flexível AgTech para permitir a vigilância e a internet rurais, promovendo ganhos de produtividade e mitigação de riscos no agronegócio. Em 2018, ampliou suas parcerias com as Forças Armadas e planeja a expansão dos seus negócios para o território mineiro.

x

Contatos ALTAVE:

Marketing

Sales

Contatos em Geral

Repercussão na mídia:

Twitter do Prefeito de Uberlândia