Publicado em: DefesaNet
Por DefesaNet | 28 de novembro de 2018

O Sistema de videomonitoramento de grandes áreas ALTAVE HORIZONTE, desenvolvido para o emprego pelas Forças Armadas, foi homologado como Produto Estratégico de Defesa-PED
ALTAVE é homologada com PED e se torna EED

ALTAVE HORIZONTE tem histórico de uso pelo Exército Brasileiro em operações como a da Pacificação da Maré e em fronteiras, e é o único Sistema de Monitoramento Aéreo por aeróstato já exportado pelo Brasil, demonstrando o potencial do sistema no setor de Defesa. Foto – ALTAVE

O Sistema de videomonitoramento de grandes áreas ALTAVE HORIZONTE, desenvolvido para o emprego pelas Forças Armadas, foi homologado como Produto Estratégico de Defesa-PED

O ALTAVE HORIZONTE, com desenvolvimento iniciado em 2013 pela ALTAVE, recebeu, através de Portaria nº 3.545/GM-MD do Ministério da Defesa, a homologação de Produto Estratégico de Defesa-PED. A homologação veio depois que a CMID reconheceu o interesse estratégico para a Defesa Nacional do produto.

Com essa homologação a empresa ALTAVE passa também a ser considerada uma Empresa Estratégica de Defesa-EED através da Portaria nº 3.547/GM-MD do Ministério da Defesa.

A homologação representa o reconhecimento de seu caráter estratégico para a Defesa Nacional e consolida a sua aplicação junto às Forças Armadas brasileiras.

O ALTAVE HORIZONTE tem histórico de uso pelo Exército Brasileiro em operações como a da Pacificação da Maré e em fronteiras, e é o único Sistema de Monitoramento Aéreo por aeróstato já exportado pelo Brasil, demonstrando o potencial do sistema no setor de Defesa.

Com isso, a ALTAVE se junta a lista seleta de menos de 100 empresas com certificados EED, e o ALTAVE HORIZONTE recebe o aval de PED entre aproximadamente 500 outros produtos.

ALTAVE é homologada com PED e se torna EED

Sobre o ALTAVE HORIZONTE

O ALTAVE HORIZONTE é um sistema de monitoramento projetado para ser utilizado em monitoramento de áreas-críticas, usado em fronteiras e em Operações na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

O sistema em si funciona com uma torre flexível: um balão cativo, que além de ser fixado no solo, pode ser instalado picapes e outros veículos, e acoplado a ele uma câmera militarizada, com giroestabilizador e funcionalidades como sensor termal, imagem georreferenciada, rotina automática de monitoramento, autotracking e laser range finder.

Aplicações típicas envolvem desde busca de alvos de Artilharia e auxílio ao deslocamento de Infantaria e Cavalaria, passando por operações especiais e contra-terrorismo, reconhecimento policial urbano, até a vigilância perimetral.

No setor privado, pode ser utilizado para deteção de incêndios de indústrias do setores florestal e de agricultura, em geral por clientes que demandam flexibilidade e mobilidade para operações a longas distâncias (até 35 km).

Uma outra aplicação para o setor de óleo & gás, detectando ameaças e vazamentos nos oleodutos. O sistema possui um câmera de infravermelho que consegue detectar automóveis até 15 km de distância, com transmissão em tempo-real com uma rotina de vigilância automática que detecta alterações em determinado local enviando alertas para a Central de Comando.

O sistema pode ser içado até 200m, operado em qualquer localidade, bastando uma fonte de energia elétrica e um perímetro de segurança para o içamento. As operações com balões cativos são resguardadas com regulamentação própria.

O aeróstato, que possui grande autonomia e é inflado com gás hélio, pode permanecer em operação por até 60 dias contínuos.

ALTAVE é homologada com PED e se torna EED

O ALTAVE HORIZONTE é um sistema de monitoramento projetado para ser utilizado em monitoramento de áreas-críticas, usado em fronteiras e em Operações na Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Foto – ALTAVE
Sobre a ALTAVE

A ALTAVE é uma indústria aeroespacial que desenvolve balões cativos como plataformas aeronáuticas para uso em aplicações de inteligência, videomonitoramento, reconhecimento e telecomunicações em grandes áreas, urbanas ou remotas. No Brasil, a ALTAVE é reconhecida como a única desenvolvedora e fabricante de soluções baseadas em aeróstato para vigilância e telecomunicações, possuindo um certificado de exclusividade da ABIMDE (Associação Brasileira da Indústria de Defesa e Segurança).

As soluções da ALTAVE são adequadas para aplicações de Defesa e Segurança, Segurança Pública e Monitoramento Ambiental, além dos setores de Agronegócios, Petróleo e Gás, Portos, Mineração e Construção. Fundada em março de 2011 por dois engenheiros recém-formados pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), a ALTAVE nasceu em uma incubadora de empresas localizada no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) e hoje possui também um escritório no Parque Tecnológico de São José dos Campos/SP e uma sede em Uberlândia/MG.

Em 2016, a ALTAVE ganhou notoriedade internacional devido ao seu sucesso na implementação de quatro aeróstatos de vigilância persistente de área ampla nos Jogos Olímpicos RIO 2016, garantindo a segurança de todos os locais olímpicos no Rio de Janeiro. Da mesma forma, as soluções da ALTAVE estiveram presentes em grandes eventos como o Carnaval do Rio de Janeiro e Recife, as Confederações da FIFA e a Copa Libertadores, entre outros.

A ALTAVE também se apresentou em diversas operações junto com o Exército Brasileiro e a Polícia Militar de vários estados brasileiros. Realizou-se a primeira prestação de serviço internacional para a operadora argentina Movistar, em Buenos Aires. Em 2017, a ALTAVE lançou uma solução de torre flexível AgTech para permitir a vigilância e a internet rurais, promovendo ganhos de produtividade e mitigação de riscos no agronegócio.

No mesmo ano, também realizou uma parceria com a francesa Airstar Aerospace – produtora francesa líder no mercado de aeróstatos, permitindo a exportação de seu produto para todo mercado Europeu. Em 2018, ampliou suas parcerias com as Forças Armadas e planeja a expansão dos seus negócios para o território mineiro.

Fonte: DefesaNet